Os principais slides de um Deck de Investimento

Por Guilherme Lima - 24 Apr 2019, 13:15
Os principais slides de um Deck de Investimento

Como já contamos anteriormente neste link, não importa a ordem de apresentação dos conteúdos do deck de investimento, contanto que a estória que eles contam seja coerente, relevante e atraente para os investidores. No entanto, recomenda-se que toda apresentação aborde de maneira clara e direta os seguintes temas:

1 – Problema

Aproveite esse slide para trazer a atenção do investidor à dor do problema que você está solucionando. Apresente números que quantifique o tamanho da dor ou recorrência do problema no dia a dia da sua persona.

2 – Solução / Produto

Apresente a sua solução em uma linha. Deixe claro para qualquer um entender sem necessitar de explicação ao vivo. Mostre fotos e screenshots do seu produto, as funcionalidades e features chave, o UX/UI mostrando porque é algo único. Esteja preparado para realizar uma demonstração caso esteja em uma reunião.

3 – Mercado

Mostre o tamanho potencial do mercado. Normalmente o pessoal demonstra através do TAM / SAM / SOM, que é uma metodologia de medir o mercado. Se for apresentar dessa forma, mostre o racional de cálculo para esse método.

Eu prefiro – e costumo – recomendar que uma abertura do mercado seja feita demostrando toda a cadeia e apresentando onde estão as oportunidades. Fica mais claro a visão do mercado para quem está olhando e mostra que você conhece a cadeia.

Como, por exemplo, esse slide da JetBov.

Esse é um dos pontos onde mais vejo VCs não avançarem com o investimento nas Startups. Portanto, prove que o mercado é potencialmente muito grande. É também um bom exercício para você entender se está no mercado certo para montar um negócio bilionário.

4 – Modelo de Negócio

Como você ganha dinheiro? Qual é seu modelo de monetização? Apresente a precificação. Prove que você poderá gerar muita receita.

Como, por exemplo, esse slide da Vitrine Real.

5 – Seu diferencial (ou sua mágica)

Mostre porque a sua Startup é REALMENTE única. Pode ser através de dados que detém, Network Effect, tecnologia e propriedade intelectual… Se não tiver agora, mostre como irá construir.

6 – Competição

Apresente o seu posicionamento no mercado. Não esqueça de mostrar como você se defende dos maiores concorrente e as suas vantagens competitivas.

7 – Aquisição de clientes & Go-to-Market

Explique que conseguirá adquirir seus clientes a um preço atrativo. Mostre métricas como CAC, ROI de marketing e LTV. Você pode incluir mais detalhes como funil e métricas no apêndice.

8 -Time

Grande parte dos investidores que eu conheço vão primeiramente direto para esse slide. Nele, apresente o time de founders, seus papéis, suas experiências e porque vocês são investíveis. Se tiver outros membros do time que são notáveis incluá-os. Inclua logos de empresas e universidades, se forem relevantes.

9 – Tração / Milestones

Exiba o progresso da empresa, e qual o patamar hoje através de uma ou duas das métricas que mais importam. Busque apresentar que a adesão ao seu produto está sendo orgânicaEsse é um dos pontos mais importantes no processo de fundraising.

10 -Fundraising

Se estiver captando e souber quanto precisa, apresente o valor, como e onde usará os recursos. Dê alguns sinais de onde chegará com esses recursos daqui a 12 ou 18 meses.

Esse slide é bem delicado pois pode gerar polêmica, perdendo toda empolgação e convencimento que você está construindo apresentando o seu pitch deck. Caso ele veja valores muito fora da realidade, ou muito abaixo, pode mudar toda a percepção de credibilidade que ele tem em relação ao empreendedor.

Eu recomendo NUNCA sinalizar valuation (valor da empresa ou equity que estão dispondo pra essa rodada), a não ser que já tenha um term sheet assinado. Colocar o valuation da empresa no deck você está criando um valor de mercado para sua empresa e, se esse valor é muito alto, muitos investidores irão cair fora, ou, se o valuation for muito baixo pode significar que você está se diluindo muito ou mostrando algum desespero.

Se o investidor se interessar pelo negócio, vocês negociarão na próxima fase do processo. Deixe o mercado precificar a sua rodada.

11- Visão de Futuro

Apresente como os founders vêm o futuro desse Mercado e como seu Produto vai atender. Mostre uma visão única dando algumas evidências de que o mundo vai andar para esse caminho. Dê alguns indícios de como você vai fazer isso acontecer. Aproveite esse slide para ampliar a visão do investidor e empolgá-lo.

Os apêndices do deck de investimento

Vale também, caso haja tempo na apresentação, preparar os slides abaixo para complementar todo o storytelling da startup.

  • Modelo e planejamento financeiro
  • Roadmap de negócios e de produto
  • Unit economics / métricas
  • Análises de CAC (por canal e testes)
  • Análises Cohort e de recorrência
  • Plano Go-to Market
  • Destaques na imprensa
  • NPS e Satisfação dos Clientes
  • Demo de produto e features
  • Pipeline / análise de funil
  • Outros riscos
  • Potential exits / atividade M&A nesse mercado

Para encerrar

Busque não forçar a barra com números ou induza a uma análise errada. Isso pode complicar o processo, mostrar que está tentando de fato forçar a barra ou enganando o investidor.

Sempre comprove as informações através de dados e suas fontes no rodapé. Se é um estudo ou pesquisa própria, vale mencionar brevemente como e qual a base desse estudo.

É importante colocar a data de atualização na capa do documento. Muitos investidores olham, enviam para colegas, nesse processo pode se perder a referência de data da apresentação.

Não esqueça de deixar seus contatos no deck, normalmente no slide final. Ao terminar uma apresentação, o último slide é o que fica mais tempo aberto na TV ou no telão.

Por: Guilherme Lima

Posts relacionados

Assine a Growthaholics

E receba as melhores dicas para a sua empresa crescer.