11 abr Perdeu o Growth Summit BR? Veja o que rolou na primeira edição

Com ingressos esgotados, a primeira edição do Growth Summit BR, realizada na última terça-feira (10) no Unibes Cultural, em São Paulo, levou 500 participantes para um dia inteiro de debates, troca de experiências, mentoria e informações sobre o mercado de startups no Brasil e no mundo.

Organizado pela ACE e pela Bossa Nova Investimentos, com patrocínio da Oracle, da Braskem Labs, da Conecta, da Aloo Telecom e da TozziniFreire Advogados, o Growth Summit BR reuniu empreendedores, investidores, profissionais de inovação corporativa e gente apaixonada por tecnologia para uma programação intensa com 45 palestrantes e debatedores, que abordaram temas relevantes para quem vive o dia a dia do crescimento e da inovação.

O Growth Summit BR mostra que a gente deixa de ser uma aceleradora e passa a ser uma empresa de investimento em startups e inovação aberta como um todo. Por isso reunimos todos os atores do ecossistema para essa grande conversa. Arthur Garutti, COO e partner da ACE

A pauta do dia é crescimento

Principal ponto de encontro do evento, a sala Keynote, que ficou lotada em todas as palestras, trouxe lições das startups mais relevantes do cenário atual sobre temas como produto, crescimento, governança e internacionalização.

Na palestra “Como construir um produto e gerir um time que cresceu 13 vezes”, Felipe Roman, fundador e CTO da ExactSales, fez um retrospecto da empresa, lembrando o processo exaustivo pelo qual passou para aprimorar o software de aceleração de vendas, que hoje é referência no mercado.

A apresentação trouxe ainda algumas estratégias de gestão, todas baseadas no princípio da transparência, essencial na visão de Roman para os resultados da ExactSales.

Às vezes o cara do costume service ou o cara lá na venda não tem a mesma noção de você sobre o seu produto. E o produto é de todo mundo, eles estão vendendo a mesma coisa, todo mundo tem que respirar a mesma coisa. Felipe Roman, fundador e CTO da ExactSales

Outro destaque da programação do Growth Summit BR foi a apresentação “Internacionalização: os desafios de desbravar novos mercados”. Daniel Velazco-Bedoya, COO global da Cabify, abordou os desafios de levar uma startup para um país onde há grandes diferenças em relação à matriz.

Quem começa a operação precisa ser um camaleão. Uma pessoa generalista que entenda do mercado, das leis, dos impostos…E precisa ter uma relação de confiança com a matriz para transmitir tudo isso de volta.Daniel Velazco-Bedoya, COO global da Cabify

Papo reto com investidores

Com o objetivo de aproximar as startups dos investidores e de outros profissionais de inovação corporativa, a sala Talks promoveu uma espécie de “papo reto” com os gestores de alguns dos principais fundos de investimentos do país.

No painel “O Brasil do Exits”, Rodrigo Borges (Domo), Anderson Thees (Redpoint eVentures), Patrick Arippol (DGF) e Edson Rigonatti (Astella) deram dicas para os empreendedores.

O jeito mais fácil de chegar até a gente é por recomendação. Em alguns casos, o empreendedor nem sabe que tipo de investimento ele pode e quer receber.Anderson Thees, Managing Partner da Redpoint eVentures

Os participantes também opinaram sobre o atual momento do ecossistema de startups brasileiras, citando os cases da PagSeguro e da 99 Táxis como exemplos do “ciclo saudável de empreendedorismo tecnológico” que o Brasil atravessa. 

O termo unicórnio é abusado na mídia, mas já está provado que não é nada impossível ver uma saída de US$ 1 bilhão. Estamos colhendo os frutos e agora é o melhor momento dos últimos anos para quem quer começar um novo negócio.Anderson Thees, Managing Partner da Redpoint eVentures

DemoDay da ACE e o futuro das startups

O Growth Summit BR teve ainda um DemoDay para as empresas que concluíram a Turma 10 do programa de aceleração da ACE. Foram nove pitches de empresas de diferentes setores, como agtechs, heltechs e edtechs para um pátio lotado de investidores, empreendedores, executivos e curiosos.

Para encerrar, Pedro Waengertner, CEO da ACE, e João Kepler, sócio da Bossa Nova Investimentos comandaram um bate-papo sobre o futuro das startups, em que transitaram por temas como funding, tendências e tecnologias.

Ao longo desse evento transitamos por muitos temas que são fundamentais para as startups que vão vencer esse jogo. Mais importante do que criar startups globais, internacionalizadas, é criar startups de nível global, que sejam admiradas e respeitadas por quem está em outros mercados. Pedro Waengertner, CEO da ACE

Para Kepler, o próprio Growth Summit BR é prova de que esse caminho vem sendo trilhado.

Existem muitas oportunidades no setor de InsureTech, B2B e saúde e acho que as startups que apostarem nesses nichos vão acertar. O Growth Summit BR é uma prova de que o nosso ecossistema está fortalecido e que vamos crescer enquanto comunidade. João Kleper, sócio da Bossa Nova Investimentos

A palestra de Pedro e Kepler foi batizada como “O que os próximos anos reservem para as startups”. Se depender do Growth Summit BR, muito sucesso.

Equipe ACE
contato@goace.vc

A Equipe ACE é formada por profissionais multidisciplinares e apaixonados por empreendedorismo, inovação e startups :)



BrazilUSA