O que é Inbound Marketing? Gere valor para o seu cliente e o acompanhe até a compra

Por Equipe ACE - 23 May 2017, 10:33
O que é Inbound Marketing? Gere valor para o seu cliente e o acompanhe até a compra

No Marketing Digital, a venda é o resultado de um processo bem elaborado de geração de valor e autoridade para o cliente desde a primeira busca na internet sobre seu problema.

O Inbound Marketing trabalha como um canal complementar de vendas. Partilhando da jornada do comprador desde o começo, eu gero valor para ele e o trago para dentro do meu negócio”, definiu Guilherme Porto, da Resultados Digitais.

“Se ele vai comprar com alguém lá na frente, vai ser comigo”

 

O consultor de Marketing Digital foi um dos palestrantes da ACE Sales & Marketing Week e falou para startups dos estágios de Start e Growth da Melhor Aceleradora de Startups da América Latina.

Alimentando o funil

O Inbound é o marketing de permissão, no qual você atrai a pessoa que procura informações sobre um problema.

>Leia mais: União Marketing x Vendas: desperte no cliente a vontade de comprar

Com conteúdo relevante, você a inclui no funil de vendas, acompanhando suas interações e coletando informações ao longo de sua transformação de desconhecido em visitante, lead e, então, cliente – posteriormente, também, em promotor de sua marca.

“Acompanhando o problema da pessoa e sabendo que ela está avançando junto comigo, eu consigo colocar um vendedor no momento certo para consultá-la”, explicou Guilherme.

Até a concretização do negócio, são definidas quatro etapas principais:

Atração: Quantas pessoas consigo trazer?

O que é Inbound Marketing? Gere valor para o seu cliente e o acompanhe até a compra

Nesta fase, sua empresa utiliza o próprio site e os canais da web para atrair visitantes e se tornar referência no mercado.

Isto por meio de trabalho com mídia paga, divulgação em redes sociais e otimização (SEO) de sua página.

No entanto, a peça fundamental para que essa estrutura gere resultados é o conteúdo. “Não adianta otimizar o site e não criar relevância e alcance”, comentou.

Produza conteúdo importante e informativo para o público que deseja atrair.

Conversão: Quantas podem virar lead?

Com ofertas relevantes, como e-books, cursos e checklists, tente trazer este visitante para dentro de sua empresa.

>Veja também: Marketing e “mathmen”: dados e foco no resultado e na experiência
>Saiba mais: Estratégia, agilidade e testes: o segredo do Marketing para Startups

Em uma landing page, peça informações como nome e e-mail em troca deste conteúdo. “Usando como isca, sei que ele está na jornada de compra e que pode tomar a decisão a qualquer momento”, disse Guilherme.

Relacionamento: Quantos vão para Vendas?

Uma vez dentro de seu funil, o lead precisa ser nutrido e qualificado.

Nutrição é o processo de relacionamento constante da empresa com o potencial cliente, por meio do e-mail marketing, por exemplo.

É quando utiliza o conteúdo para educar a pessoa, conseguir mais dados a seu respeito, acompanhar seu comportamento e descobrir suas preferências.

Além, é claro, de estimulá-la para que avance cada vez mais rumo à decisão de compra.

Nesta fase, é importante entender o momento em que o lead está na jornada do comprador, para atingir a pessoa certa, com o conteúdo certo, na hora certa.

Com uma segmentação bem feita, é possível automatizar esta comunicação em plataformas especializadas, utilizando regras e eventos específicos como gatilhos para disparo de e-mails ou encaminhamento para Vendas.

Vendas: Quantos têm potencial para fechar?

O que é Inbound Marketing? Gere valor para o seu cliente e o acompanhe até a compra

Quando um lead é encaminhado para o departamento de Vendas, todo o processo do Inbound já garantiu que ele tem o perfil que sua empresa procura, que está mais informado sobre seu problema (e as possíveis soluções) e que mostrou interesse em seu produto.

Isso otimiza o processo de comercialização, permitindo um fechamento mais rápido e evitando custos desnecessários com deslocamentos de vendedores, reuniões, reembolsos, etc.

Startups: Trabalhando de forma enxuta

Guilherme também falou especificamente sobre o caso das startups, que normalmente operam com estrutura e recursos limitados.

“Numa estrutura mais enxuta, precisamos entender a priorização de tempo da pessoa”, afirmou.

“É importante entender que você consegue dar um kickoff nisso colocando um conteúdo por mês, um e-mail marketing por mês, duas landing pages para captura de leads e assim por diante. E que isso vai impactar em venda”, concluiu.

– por Rodrigo Simões, especial para a ACE

Por: Equipe ACE

Posts relacionados

Assine a Growthaholics

E receba as melhores dicas para a sua empresa crescer.