Inovar em um mercado extremamente tradicional é o desafio de muitas startups. Mas como fazer para que aqueles já acostumados a lidar com os negócios de um determinado modo se adaptem às mudanças? Mais do que isso: como fazer com que a chegada de um novo modo de resolver os problemas não seja encarada como um concorrente a ser destruído por quem já está no setor há mais tempo?

Ao longo de sua trajetória, a NOALVO, startup do portfólio de investidas da ACE, aprendeu bem esse caminho.

>> Veja também: Como o MRR da Logcomex cresceu 200% em 6 meses >> Leia mais: Como aplicar o Growth Hacking na prática

A NOALVO trabalha com um dos ramos mais tradicionais da publicidade, a mídia out-of-home, ou mídia exterior. Na prática, o que a empresa faz é levar as facilidades da compra on-line de mídia para este segmento do mercado. Uma grande vantagem para todos os envolvidos na cadeia. Mas como as coisas tradicionalmente eram feitas de outro modo, o processo de adaptação foi mais difícil do que o imaginado inicialmente pelos fundadores da startups.

O que é mídia out-of-home
Se você nunca interagiu muito com o mercado de propaganda e marketing, é provável que não saiba bem o que significa mídia out-of-home (também conhecida como mídia exterior ou OOH).

Isso não significa que você nunca tenha sido impactado por esse tipo de mídia. Muito pelo contrário. Diversos dos cases apontados como os mais criativos na interação entre anunciantes e consumidores são baseados neste tipo de mídia.

Em linhas gerais, mídia exterior é toda a propaganda que nos impacta fora de casa. Dois bons exemplos são as TVs localizadas dentro de elevadores de prédios comerciais e as propagandas em pontos de ônibus.

No caso da NOALVO, o repositório de espaços a venda para anúncios se estende de placas de rua a shoppings e aeroportos.

Como a NOALVO resolveu inovar em um mercado tradicional?

Os sócios da NOALVO, Heitor Estrela e Gustavo Gondim, não eram executivos do mercado de mídia antes de fundarem a startup. Eles trabalhavam como desenvolvedores em uma agência de publicidade quando notaram o quanto a compra e venda de anúncios off-line era complicada.

Via o quanto era simples para comprar um anúncio on-line e não entendia por que o mesmo não podia acontecer com a mídia exterior

Uma vez detectado o problema do mercado, Heitor e Gustavo começaram a pensar em formas de ajudar o mercado a fluir de uma maneira mais simples.

 << Conheça 7 passos para identificar a dor do seu cliente >> 

o processo de validação na hora de inovarIr para o mercado e validar a solução

Ter detectado uma dor, porém, não significa que o trabalho está todo resolvido. Normalmente o processo de validação revela pontos que passaram despercebidos. Em um mercado já tradicional, isso é ainda mais comum. Como as pessoas  já estão acostumadas a fazer as coisas do mesmo jeito, os problemas começam a se misturar e as possíveis soluções podem não ser tão claras logo de cara.

Em um primeiro momento nós acreditamos que a dor era do dono do espaço, que não conseguia catalogar direito tudo aquilo que podia vender

Colocar a solução no mercado e validar as hipóteses levou a alguns aprendizados.

Descobrimos que os veículos, que imaginávamos que iria comemorar nossa chegada, estava nos encarando como um concorrente, como alguém que ia matar sua equipe comercial.

Em busca de novos aliados

Com a descoberta de que os donos de espaços publicitários não eram os mais preocupados em resolver o problema detectado no mercado, o jeito foi buscar novos aliados.

>> Veja também: Como fazer seus clientes atuarem na defesa da disrupção

Saíram de cena os veículos e entraram os anunciantes – inclusive empresas de grande porte que não conseguiam ter uma noção clara das possibilidades disponíveis para instalar seus anúncios. Além de gerar demanda, a nova estratégia teve outro efeito.

Começamos a levar clientes para os veículos. Foi uma forma de demonstrar nossa boa vontade, as vantagens que traríamos para o mercado e também a nossa força. Se o anunciante nos procura, o dono do veículo precisa falar conosco.

O apoio da aceleração

Neste processo de aproximação com grandes anunciantes, contar com o apoio da ACE foi fundamental para a NOALVO.

Além de todo o networking do time da ACE, contar com esse selo de qualidade abre muitas portas. É muito mais fácil ser recebido por uma grande empresa, pois você perde aquela imagem de ‘aventureiro’ que às vezes está na cabeça de quem não tem o hábito de trabalhar com startups.

A ACE está com inscrições constantemente abertas para seus programas de aceleração. Se você quer se juntar a esse time e também marcar a inovação em seu mercado, como fez a NOALVO, se inscreva agora.

Quero me inscrever para a aceleração


TAGS: , , , , , , , , , ,