Quero empreender, quais são as minhas opções?

Por Renata Sagradi - 09 Jan 2020, 07:29
Quero empreender, quais são as minhas opções?

Empreender é algo que instiga ou assombra muitas pessoas. Para muitos, ainda é complexa a compreensão do termo, ou mesmo do que leva alguém a se tornar empreendedor. Na ACE, convivemos com o perfil diariamente e compreendemos as motivações de cada um. Vamos desmistificar quais são as principais características que um empreendedor precisa ter, e assim, nortear quem deseja seguir esta jornada (e que jornada!).

 Empreendedor é um indivíduo disposto a correr riscos. Podemos identificar um empreendedor como uma pessoa curiosa, hands on, e inconformada, no sentido de sempre buscar novas alternativas, possibilidades, até atingir (ou chegar muito próximo) de seu ideal, challenge driven, problem solver e acima de tudo, uma pessoa que trabalha com bastante autonomia.

 Os desafios do empreendedor

É importante lembrar que empreender nem sempre resulta em largar tudo e abrir um negócio próprio. Ser empreendedor vai muito além disso. O primeiro passo é reconhecer o seu propósito. O que te motiva, o que te impulsiona? Vale lembrar que propósito nem sempre está ligado a uma causa social, ele pode estar ligado a uma dor real mapeada no mercado que precisa ser resolvida. Por exemplo: problemas com assinatura de TV a cabo – a sua dor pode ser a demora em receber uma resposta para a sua solicitação, e o seu propósito é tornar este processo mais ágil, então você se propõe a elaborar algo que solucione esta questão.

Seu caminho é mesmo abrir o negócio próprio? Ainda aqui temos duas opções (e, lembrando, não existe certo nem errado, existe o que se adapta melhor aos seus objetivos).

  • Criar uma Startup: criar uma startup é uma maneira que possibilita escalar seu negócio e exige bastante dedicação até que se valide o negócio; Aqui vão anos sem receber salário, enfrentar cenários de incertezas e ter a resiliência de criar algo com a possibilidade de algo ser algo grande. 
  • Lifestyle Business: é uma maneira menos escalável de negócio, porém pode gerar mais dividendos. Exemplos de Lifestyle Business é quando se cria um pequeno escritório de contabilidade, por exemplo, ou quando se cria um curso sobre um determinado tema. Nele você pode atuar sozinho, ou em uma sociedade. 

>> Leia também: Qual o perfil de um bom empreendedor?

>> Já ouviu esse episódio: Por que startups morrem?

Empreender no mundo corporativo

Empreendedores podem agir tanto dentro como fora de corporações. Ué, mas como assim?  

Os intraempreendedores são os “empreendedores” que atuam nas empresas onde já são colaboradores. As possibilidades também são infinitas, desde buscar novas alternativas, analisar cenários e resolver problemas, até pensar em meios de melhorar processos, conquistar novos clientes e otimizar práticas existentes.

Te convidamos a escutar o nosso podcast sobre empreendedorismo e a refletir conosco durante o bate-papo: você se considera um empreendedor?

Por: Renata Sagradi

Posts relacionados

Assine a Growthaholics

E receba as melhores dicas para a sua empresa crescer.