Já parou para pensar qual é o mindset ideal para iniciar sua jornada empreendedora? Na sua cabeça talvez passe a seguinte ideia: “Não quero mais trabalhar para ganhar dinheiro para os outros, não tenho mais qualquer propósito em trabalhar para esta empresa ou chefe”, mas será que este é o mindset correto para enfrentar um desafio tão grande quanto empreender?

O problema é que ao pensar sobre empreendedorismo poucos imaginam todo o esforço e, principalmente, o dinheiro que precisam para alcançar este resultado. O foco fica mais no resultado que almeja do que na jornada que percorre, criam uma certa ilusão em torno no tópico.

>> Leia mais: A importância da resiliência para o empreendedor

Como consequência, adotar um  mindset errado acaba por configurar sua mente de tal forma que te levará a tomar ações que não condizem com seus objetivos empreendedores, te dará subsídios para fomentar suas ilusões e consequentemente te causará desapontamento e decepção.

Entendendo qual é o seu mindset

Antes de abordar qualquer conceito técnico do empreendedorismo, é muito importante que você entenda  seu mindset atual,como progredir com ele e como isso afeta o modo de encarar cada obstáculo da sua jornada.

O primeiro passo, na verdade, é entender o que mindset significa. Ficamos, então, com a definição abaixo:

“A mindset is a belief that orients the way we handle situations — the way we sort out what is going on and what we should do. Our mindsets help us spot opportunities but they can trap us in self-defeating cycles.”

Ao longo deste texto, trago 4 definições, divididas em 2 categorias (aprendizado e financeiro), que considero relevantes antes de iniciar um negócio. Vamos a eles?

Mindset de Aprendizado

A psicóloga Carol Dweck, autora do livro Mindset, relata em seus estudos a força de nossas crenças, conscientes e inconscientes, e como uma simples alteração nela pode causar grandes impactos em quase todos os aspectos de nossas vida.

Ela descreve que as pessoas possuem dois tipos de mindsets: FIXO e CRESCIMENTO.

Fixo

O mindset fixo se vê presente quando uma pessoa crê que seu caráter, inteligência e criatividade são inerentes ao seu nascimento e que não podem ser alterados significativamente no curso da sua vida. Desta forma, todo o sucesso que irá atingir está conectado com o quanto já possui. Por essa visão, a inteligência e o talento são aspectos fixos.

Uma pessoa com um mindset fixo está todo o tempo tentando provar para si mesmo que ele é uma pessoa inteligente e talentosa. Neste caso, ele também evita desafios, desiste facilmente, vê o esforço como inútil, visualiza o sucesso dos outros como uma ameaça e ignora feedbacks que apontem seus pontos de melhoria.

Crescimento

O mindset de crescimento é focado no aprendizado contínuo, no entender que inteligência, criatividade e outras capacidades podem ser cultivadas através da prática. As falhas e evidências do desconhecido atuam como grandes oportunidades de desenvolvimento pessoal, de forma que tornam-se sedentos pelo adquirir novos conhecimentos e praticá-los em vez da necessidade de legitimação social.

A ganância em aprender leva as pessoas a abraçarem sempre novos desafios, serem resilientes perante os obstáculos, enxergarem o esforço como parte do processo, aprenderem com o sucesso dos outros e, principalmente, encararem o feedback como uma força para se tornar melhor no futuro.

 ERRAR = CRESCER 

Mindset Financeiro

Assim como o mindset de aprendizado, o financeiro também se divide em duas vertentes: escassez e abundância.

Escassez

Quem está em um estado de mindset de escassez, vê o copo sempre vazio, como se diz popularmente.  Este comportamento está mais relacionado ao termo acomodação, conservadorismo e pessimismo perante o desconhecido.

Quando alguém opera deste modo, está mais concentrado em poupar seu tempo e principalmente garantir seu dinheiro seguro diante de um ambiente que enxerga cheio de escassez e incertezas.

Abundância

Já imaginou um ambiente onde tenha mais que o suficiente para todos? Que o copo está sempre cheio e que nunca faltará oportunidades para que as coisas dêem certo e prosperem? Se sim, é provável que você tenha  mindset de abundância.

Pessoas que conseguem pôr em prática este pensamento criam um ambiente de confiança e sucesso, pronto para superar qualquer obstáculo que apareça na sua frente e prosperar. É esperado um ambiente de alta performance e colaboração.

Como os tipos de mindset se combinam

Conhecendo os tipos de mindset existentes, a combinação entre eles te dará uma compreensão melhor de onde atualmente se encaixa seu modelo mental e para qual tipo de atividade empreendedora está mais apto. Vamos combinar então:

A matriz de combinação de mindsets

Esta matriz foi uma junção dos dois conceitos distintos de mindset. Acredito que a combinação entre eles pode trazer muita clareza sobre como nos comportamos em determinadas situações e, por isso,as apresento de forma inédita. 😉

matriz mindset empreendedor

Fixo x escassez – O empreendedor de papel

O financiamento inicial de qualquer negócio é o chamado bootstrapping, dinheiro próprio de empreendedores para que se alcance os primeiros passos. Aos fixos e escassos, esta ideia parece surreal já que enxergam um ambiente externo de extrema incerteza/escassez e não estão dispostos a correr tamanho risco com seu rico dinheirinho. Melhor ficar com a segurança atual e deixar o empreendedorismo para um futuro.

Fixo x abundância – O empreendedor tradicional

O fato de enxergarem o copo sempre cheio direciona este empreendedor para pensar em sucesso e em ter um retorno certo sobre seus investimentos. Entretanto, quando confrontado com um mindset fixo, não está disposto a se reinventar todo o tempo na sua jornada de aprendizado.

Assim, financeiramente o foco é a lucratividade do negócio com iniciativas mais conhecidas de produtividade e sem sair muito do já comprovado. Franquias ou negócios familiares me parecem o tipo de negócio ideal de empreendedores tradicionais.

Crescimento x escassez – O empreendedor de startup

O abraçar desafios é o “core” do empreendedor de startups, bem como viver no fio da navalha em termos de recursos financeiros existentes. O empreendedor de startup tem que se propor a aprender a todo momento e a imaginar soluções com o mínimo de recursos possíveis. O controle de custos e despesas deste empreendedor está presente a todo momento, ele está  “vendendo o almoço para comprar a janta” e isso terá reflexo todo o dia no seu gerenciamento de capital.

O trabalho do dia-a-dia deste empreendedor é para atingir o seu ápice financeiro, mas comumente traduzido na palavra: break-even.

Crescimento x abundância – O empreendedor de scale-up

Um pouco mais “madura” que as startup, as scale-up já mitigaram muitos riscos ao longo da sua jornada e já convenceram muitos investidores a embarcarem no projeto. Apesar de continuar sempre aprendendo e inovando, agora possuem uma situação distinta de abundância de capital e a necessidade de investir esta quantidade em sua empresa para garantir que este ciclo de crescimento nunca acabe. O empreendedor de scale-up faz um planejamento entre captações financeiras, em torno de 2 anos, e já começa a projetar situações futuras e lucratividade e potencial venda.

Por que trafegar entre os tipos de mindset?

Ao final, existem meios de você transitar entre todos os quadrantes e desenvolver seu mindset para que se torne alinhado e favorável ao seus objetivos de empreendedor. O pensamento que possui se traduz no destino que deseja.

Be careful of your thoughts, for your thoughts become your words. Be careful of your words, for your words become your actions. Be careful of your actions, for your actions become your habits. Be careful of your habits, for your habits become your character. Be careful of your character, for your character becomes your destiny.”


TAGS: , ,