*Equipe Convenia 

O setor de recursos humanos vem conquistando a atenção dos gestores por se mostrar uma área estratégica dentro da empresa. Entre outros fatores, a combinação entre Gestão de Pessoas (GP) e Departamento Pessoal (DP) exige soluções criativas e uma inovação radical dentro do cenário de atuação no mercado.

Para entender melhor o papel desempenhado por essas áreas, preparamos um conteúdo completo que ajudará você a:

  • entender o que é o DP e o RH estratégico;
  • quais são os principais indicadores estratégicos utilizados pelo DP;
  • como adotar uma inovação radical por meio da automatização de processos;
  • como implementar essa automatização na empresa.

Ficou curioso? Prepare-se e tenha uma boa leitura!

O que é Departamento Pessoal e Recursos Humanos estratégicos?

O departamento pessoal e o recursos humanos foram, durante muito tempo, vistos como responsáveis por atividades extremamente burocráticas e operacionais. No entanto, com a tecnologia e suas possibilidades, muitas das funções antes atribuídas a essas áreas puderam ser automatizadas, dispensando a necessidade de alguém para executá-las.

Dessa forma, em vez dos setores ficarem ociosos, eles passaram por uma transformação e se tornaram muito mais analíticos e estratégicos. O que isso significa? Que o tempo que era dedicado para executar atividades rotineiras e repetitivas, agora pode ser aplicado para planejar as ações tomadas por setor, aumentando a sua eficácia e melhorando os resultados do negócio.

São vários os benefícios gerados por essa mudança, afinal, estabelecer um departamento pessoal e um RH estratégico garante que:

  • os processos se tornem mais inteligentes, rápidos e precisos;
  • o tempo seja otimizado e utilizado apenas para atividades relevantes para o negócio;
  • os procedimentos antiquados e maçantes sejam substituídos por métodos novos;
  • os custos com desperdício de tempo e esforços sejam reduzidos;
  • o recrutamento e a seleção sejam modernizados, se tornando mais acertados e práticos;
  • os recursos sejam utilizados de forma adequada;
  • o comportamento dos profissionais seja acompanhado por análises periódicas;
  • as informações sejam processadas rapidamente;
  • as escolhas dos departamentos sejam menos intuitivas e mais baseadas em dados.

Quais são os principais indicadores estratégicos do DP?

Os indicadores estratégicos do departamento pessoal são os dados que ajudam a mensurar a situação da empresa em relação à gestão das pessoas. É por meio deles que se obtém informações importantes para a análise do que vai bem e o que não vai no negócio. Assim, os índices estratégicos são fundamentais para a tomada de decisão e para a implementação de novas ações na empresa.

Para definir quais são os melhores indicadores, é preciso conhecer cada um deles e entender o que, exatamente, eles ajudam a mensurar. Por isso, nós elencamos os principais do departamento pessoal para você conferir!

Turnover

O turnover, também conhecido como rotatividade, é o indicador que aponta a quantidade de profissionais sendo admitidos e demitidos da empresa. Ele é muito importante para avaliar o nível de atratividade da organização. Ou seja, quando ela perde muitos colaboradores e tem dificuldade em fechar contratações efetivas, pode haver um GAP no processo seletivo ou mesmo na sua imagem no mercado.

Assim, ela consegue perceber a necessidade de avaliar a estrutura do seu processo seletivo, sua cultura empresarial e até mesmo as ações e programas de retenção de talentos. Lembrando que uma taxa aceitável de turnover (geralmente abaixo de 5%) é benéfica para o negócio, visto que ajuda a oxigenar a empresa e trazer novas perspectivas.

Absenteísmo

Outro importante indicador, o absenteísmo, aponta as taxas de afastamento dos colaboradores. A diferença, nesse caso, é que o foco é voltado para os motivos reais que ocasionaram as faltas ou mesmo os atrasos. Assim, mais uma vez, a empresa poderá identificar gargalos que não estão sendo atendidos. Entre os principais motivos, costumam estar a questões relacionadas:

  • a doenças e problemas de saúde, em geral;
  • a prejuízos à saúde mental do colaborador, como esgotamento, estresse, depressão ou até burnout;
  • a problemas pessoais e imprevistos, seja no trânsito, com filhos ou outros;
  • à adaptação com a maternidade ou paternidade;
  • à falta de motivação e engajamento dos colaboradores;
  • à má gestão de benefícios;
  • a condições ergonômicas deficientes.

Taxa de satisfação

A taxa de satisfação geral dos colaboradores é importante tanto para os indicadores de gestão de pessoas quanto para os de departamento pessoal. Quando é realizado com profundidade, por meio de uma pesquisa de clima organizacional, o levantamento pode gerar dados valiosos que complementam os índices de turnover e absenteísmo.

Todos eles juntos ajudam a entender os pontos falhos da área de gestão de pessoas e estimulam a busca por uma inovação radical na área. O melhor meio para fazer isso é por ações de automatização de processos lentos e desmotivadores. Saiba mais a respeito no próximo item.

O que é automatização de processos?

A automatização de processos é uma forma de simplificar a rotina do departamento pessoal e da gestão de pessoas por meio de soluções práticas e ágeis, geralmente criadas pela tecnologia. Basicamente, para que o DP e o RH consigam cumprir suas funções de maneira satisfatória e ainda possam se dedicar à atuação estratégica, é preciso que os procedimentos cotidianos estejam em dia e funcionando corretamente.

Essas atividades são geralmente repetitivas e costumam seguir padrões fáceis de serem transferidos para um software que faça tudo de maneira automática. Isso melhora a produtividade das equipes, permitindo que elas se dediquem apenas aos resultados efetivos do negócio.

Entre os muitos benefícios da automatização de processos, estão:

  • facilidade na gestão e controle de ponto online;
  • aumento na segurança de dados importantes armazenados na nuvem;
  • otimização da mão de obra, tornando-a mais analítica e menos operacional;
  • padronização das avaliações de desempenho, facilitando a implementação de melhorias pontuais;
  • garantia de avaliações mais sigilosas, rápidas e com menor incidência de erros;
  • aperfeiçoamento dos processos de recrutamento e seleção.

Com base nisso, descubra como realizar essa inovação radical na sua empresa!

Como realizar a automatização de processos?

A automatização de processos está relacionada com a redução de burocracia. Além disso, como já visto, seu objetivo é implementar uma inovação radical e simplificar a rotina de trabalho das equipes de departamento pessoal e RH. Portanto, existem alguns passos que devem ser considerados ao implementar a automatização de processos, veja a seguir.

  • planeje a automatização de processos, considerando todas as etapas que devem vir a seguir;
  • faça um mapeamento de todos os processos que podem ser automatizados;
  • busque ferramentas adaptáveis, plataformas integradas e responsivas;
  • comece pelos processos mais simples e fáceis de serem implementados;
  • preze pela segurança, apostando em recursos que garantam a proteção dos dados;
  • invista no treinamento da equipe para a melhor utilização das ferramentas;
  • implemente uma cultura de automatização;
  • realize a gestão inteligente de documentos;
  • monitore e documente cada etapa;
  • verifique se a automatização é a melhor opção;
  • procure ajuda especializada.

Essa mudança na área de gestão de pessoas requer um alinhamento com os melhores recursos que a tecnologia vem oferecendo. Por isso, é importante que a empresa esteja disposta a aplicar tempo e dinheiro para implementar práticas que trarão resultados melhores.

Agora que você já conferiu como implementar uma inovação radical na área de gestão de pessoas e automatizar processos importantes no setor, que tal acompanhar outros conteúdos que podem contribuir para a gestão do negócio? Siga agora mesmo o Convenia no Facebook e no LinkedIn para ter acesso a todas as nossas novidades!

como construir uma cultura de inovação ágil em grandes empresas


TAGS: , , , , , ,