O que é RH Ágil? E o que isso tem a ver com o bem-estar de pessoas e negócios?

RH Ágil

Muito se fala sobre metodologias ágeis usadas, principalmente, por grandes empresas de tecnologia e startups. Não faltam cases de sucesso para justificar como a empresa X chegou ao resultado Y e o que aprendeu no meio do caminho. Identificando o que boa parte dos projetos bem-sucedidos têm em comum, percebemos que esses times otimizam o […]

GrowthInsights: 3 tendências para observar no mundo das healthtechs

Na semana passada, a ACE Cortex divulgou o report de tendências focado em healthtechs, o GrowthInsights. A primeira edição traz como recorte as startups focadas em saúde, no nicho de wellness (bem-estar). Inovação e Wellness: o futuro do bem-estar corporativo investiga quais são as tendências e mapeia oportunidades de negócios com ajuda de quem acompanha […]

As healthtechs brasileiras para ficar de olho em 2021

healthtechs brasileiras

É comum ouvir que a inovação é responsável pela vida ou morte de uma grande companhia ou negócio. O quão curioso é que, nos últimos anos, o mercado tenha conhecido uma porção de startups que pretendem trazer abordagens inovadoras para a área da saúde? Sim, no caso de várias healthtechs brasileiras, inovar pode ser literalmente […]

A razão de R$ 1 bilhão para escolher uma consultoria de inovação

consultoria de inovação

Lançar um foguete até a Lua é o tipo de coisa que você só aprende fazendo. “A probabilidade de sucesso é difícil de estimar, mas se nunca fizermos a chance de sucesso é zero”, já disseram os pesquisadores Giuseppe Cocconi e Philip Morrison sobre a busca de vida inteligente fora da Terra. Quando o assunto […]

Por que escolher a ACE como parceira de inovação?

consultoria de inovação

Ok, já virou chover no molhado dizer que 2020 mudou empresas e negócios de formas inesperadas e radicais. As principais lideranças compreenderam que escritórios bonitos, com frases nas paredes, não são (e nunca foram) sinônimo de inovação. No entanto, quando inovar significa sobrevivência, boa parte das companhias ainda está presa na pergunta “por onde começar?”. […]